O dia-a-dia de um coelhinho tratado com amor e muitos mimos!


sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Momento cultural

Cheio de Personalidade



Quem tem um coelho em casa, já deve ter percebido que eles são cheios de personalidade.
Tuig manda e desmanda aqui em casa e eu tenho que atender aos seus caprichos, rsrs.
Como toda mulher, adoro mudar com alguma frequência, a disposição dos móveis da casa. Mas depois de Tuig, nunca mais tive a liberdade de fazer do meu jeito, preicsei levar em consideração as preferências dele, pois como vive solto, existem vários lugares prediletos em que gosta de ficar deitadinho e fica meio inconformado com a mudança. Algumas vezes já tive que desfazer a arrumação para agradá-lo. A última mudança que fiz, foi na cozinha, coisa boba, apenas nas coisas dele: Coloquei o seu pratinho de ração ao lado do potinho de água, pois antes, ficava em frente ao seu banheirinho e atrapalhava a passagem das pessoas.
Ficou bonitinho, arruamdinho... mas esqueci de perguntar se ele gostou...
Esperto como é, logo descobriu o novo lugar da sua ração, e o que fez ao ver em um lugar diferente? Puxou com a patinha e ficou mais próximo do lugar antigo. Eu insisti em colocar de volta, e ele? Também. Puxou mais uma vez com a patinha. Dei risada, inevitável!! Hoje, o pratinho voltou pro lugar de antes, ou seja, onde ele quer que esteja e ponto final.

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Um sucesso chamado Tuig Inácio

Matéria do Correio da Bahia no dia 17/10/10.
Amei o título que colocaram, porque pra mim, na minha vida, Tuig é mesmo um graaande SUCESSO!!

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Emoções na madrugada

Essa noite foi especial. Levantei cerca de 01:30h, estava muito calor e fui beber água e ligar o ventilador. Enquanto saia do quarto, avistei Tuig deitadinho no lugar de sempre. Quando voltei, ele estava sentado no sofá esperando a minha volta. Ao me ver, apoiou as patinhas dianteiras no braço do sofá e esticou a pescocinho demonstrando ansiedade, querendo "falar". Me aproximei dele e fui fazer um carinho: ameaçou me morder, tentei mais uma vez, ficou mais irritado ainda. Voltei pra cozinha e ele veio correndo atrás, abri a geladeira, ficou em pé, apoiado na gaveta de legumes querendo escolher o que comer. Peguei um pedaço de mamão e comeu com tanta voracidade!!! Meu pequeno estava morrendo de fome, tadinho. Mas eu lhe dei na boca, eu costumo segurar a fruta pra ele comer, geralmente sento no chão da cozinha ou sento no sofá e ele fica no meu colo comendo (foi assim dessa vez). Bem, depois da ceia, ele foi correndo pro meu quarto, enquanto eu apagava as luzes. Ele estava me esperando na cama.
Estranhei mas deitei esperando que saísse correndo pra deitar no chão como às vezes faz, mas não, ele queria um denguinho. E ficou aninhado em meus braços, deitadinnho ao lado da mamãe e passei a fazer carinho nele e ele retribuia me lambendo. A cada carinho, uma lambida. Vieram lágrimas nos olhos, a sensação daquele momento foi indescritível. Foi como uma comprovação da nossa cumplicidade, da comunicação quase perfeita que existe entre nós. A gente se entende, a gente se ama muuuito!!!! É deiliciosa a sensação de ter um coelho te lambendo, é uma demonstração de carinho única!!!
Mas fiquei me perguntando, porque ele não subiu na cama pra pedir, como faz todas as manhãs? O que o impediu? E se eu não tivesse levantado naquela hora? Respostas que só convivendo muito tempo com um "bunny", para talvez um dia, entender.